Notícias

Nenhum Direito a menos, Temer jamais! – Nota da equipe editorial da Desvio

A Revista Desvio e seus realizadores vem deixar claro seu posicionamento em relação a atual situação política vivida em nosso país. Assédios a nós, profissionais da cultura, já vinham sendo realizados há pelo menos 1 ano, desde que editais municipais e da Funarte começaram a anunciar que não seriam pagos ou que não tinham data prevista para acontecer. Assédios a nós, que acreditamos no direito básico de organização e ocupação das ruas para reivindicação de direitos, quando a presidenta Dilma Rousseff começou uma caçada, não vetando a criminalização de movimentos sociais e de organizações espontâneas de pessoas que venham a ocupar as ruas, e apertando ainda mais a repressão pouco tempo antes de sofrer o golpe, colocando delimitações específicas para as Olimpíadas.
Nas últimas semanas, era manchete comum nos jornais os planos de um possível futuro governo do vice-presidente Michel Temer, mas foi só na sua realização que pudemos presenciar todo o horror que apenas está começando: Ministério da Cultura e do Desenvolvimento Social extintos, fundidos com os do desenvolvimento agrário e educação, Ministério das Mulheres, igualdade social, juventude e direitos humanos e Controladoria Geral da União extintos. Mulheres e negros excluídos das chefias, e em seu lugar 7 investigados na operação Lava-Jato e um bispo. Para quem trabalha estudando imagens fica evidente o objetivo do atual governo, ao olhar a nova logomarca.
A geração que nasceu nos anos 1960 e cresceu durante a ditadura militar, sofreu na pele a exclusão do estímulo ao pensamento livre e autônomo dentro das escolas, substituindo pela massificação da televisão e da cultura brasileira como apenas carnaval, novela e futebol. Um país que não investe na cultura independente, forma cidadãos obedientes e dóceis ao seu projeto elitista. Queremos cidadãos que possam ser educados com estrutura e qualidade, com profissionais servidores com os salários merecidos! Formação para o pensamento livre e independente!
E ainda temos três longos meses pela frente. Michel Temer já afirmou que privatizará “tudo que for possível” e o ministro Romero Jucá, investigado na Lava Jato, que a ausência de mulheres em reuniões ministeriais tornam a reunião mas rápida e produtiva.
É fundamental resistirmos e atacarmos com estratégia! É necessário nos organizarmos! A Revista Desvio será sempre um polo de resistência vermelha e à esquerda, disponível a colaborar em toda a divulgação da luta!
NENHUM DIREITO A MENOS! TEMER JAMAIS!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s