SE LIGA

Inscrições abertas – Art In Process Festival 2018

tam 612 x 792

Inscrições de trabalhos de 19 a 23 de março. Enviar e-mail solicitando o formulário de inscrição para artinprocessfestival@gmail.com

Art In Process Festival tem o objetivo de agregar e estabelecer conexões entre artistas, criadores e coletivos artísticos de todas as áreas da cultura em um encontro de processos em criação e/ou finalização de suas obras e pesquisas continuadas em artes.
O Festival tem como inspiração a inquietação e o desejo dos artistas e colaboradores envolvidos em aproximar o espectador de seus processos de criação, promovendo um espaço de diálogos de construção e descontração de pensamentos, teorias e conceitos, onde o processo artístico se torna mais interessante do que um objeto estético, estático e consolidado.
DAMATA Coletivo Artístico com o apoio da Associação Escambo Cultural tem como abordagem trabalhar neste festival com todas as vertentes artísticas (dança, arte urbana, música, artes plásticas, teatro, arte visual) com a proposta de criar conexões entre culturas, expressões artísticas, artistas, coletivos e apreciadores de artes.

Ficha Técnica:
Realização: DAMATA Coletivo Artístico
Apoio: Associação Escambo Cultural
Organização e Produção: Idris Bahia, Fredd Lima e Marcos Poubel.
Produção Visual: Tainá Andrade
Registro audiovisual: HeadButt Coletivo Audiovisual.

Organizadores:
Idris Bahia, é graduanda do curso de bacharelado em Dança na Universidade Federal do Rio de Janeiro. Atualmente é intérprete criadora da Cia de Dança Contemporânea da UFRJ (NUDAFRO), dirigida e coordenada pela professora, coreógrafa e diretora Tatiana Damasceno, atua como colaboradora da Associação Escambo Cultural e DAMATA Coletivo Artístico a fim de promover, disseminar e produzir eventos aproximando artistas de diferentes linguagens e espaços. Participou como bailarina, pesquisadora e assistente de direção da Portus Cia de Dança desenvolvendo trabalhos coreográficos como espetáculos, intervenções urbanas e videodanças. Suas pesquisas abordam o feminino como potência de criação e levantam questões sobre o corpo político e poético na dança contemporânea.

Fredd Lima, é ator, cantor, fez parte da banda Santas de Taboca, na cidade de Manaus onde também fez parte do grupo de performance Nati Morto. Hoje, radicalizado na cidade do Rio de Janeiro. É formado pela Universidade do Estado do Amazonas em bacharelado em Artes Cênicas. Atuou no cinema e produções da Disney e também na dança aérea com a cia índios.com e Tangará. Hoje produz um monologo sob direção de Bayard Tonelli. Tendo uma vasta carreira teatral, Fred Lima buscar a junção das artes no seu show.

Marcos Poubel, é licenciado em Educação Física na Universidade Federal do Rio de Janeiro. Trabalhou como produtor de Companhias de dança, promovendo mostras e espetáculos na área da cultura. Foi produtor da Mostra de Dança Juventude Carioca em dezembro de 2016 e maio de 2017. Produtor do Rio de Dança nos meses de Maio, Junho e Julho de 2016. Sócio Benemérito da Associação Escambo Cultural desde 2013, participou da produção da Revista Ponto de Escambo, entre outros projetos.

um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s