Agenda - Rio de Janeiro (exposições) Dicas

Abertura da exposição “MATO” no Parque das Ruínas

RELEASE  
O Parque das Ruínas inaugura no dia 19 de maio a 6ª edição do Projeto Passagem, com curadoria de Gabriela Dottori que dessa vez traz a exposição “MATO” de Leo Ayres. O artista apresenta uma mostra construída a partir de objetos feitos com materiais sensíveis na intenção de gerar uma pausa no corpo, no tempo e o estabelecimento de uma relação sensível com o espaço.  Neste lugar onde pisamos vamos nos deparar com elementos, tais como: luzes, ervas-daninhas, água, barro. Todos inseridos um a um dentro da passagem de forma peculiar e meticulosa. Tal organização busca instaurar um processo de vinculo entre o homem e o ambiente na esfera múltipla de uma matéria que insiste e resiste em sua natureza bruta.
SOBRE O ARTISTA  
Leo Ayres é artista visual nascido no ano de 1975 na cidade do Rio de Janeiro onde atualmente vive e trabalha. Estudou de 2005 a 2009 na Escola de Artes Visuais do Parque Lage. Foi selecionado em 2010 para o Novíssimos do Ibeu (Rio de Janeiro, RJ), para o Programa de Exposições do MARP (Ribeirão Preto, SP) e também para o EAVerão em 2016, no Parque Lage (Rio de Janeiro, RJ). Expôs individualmente no Centro Cultural Ibeu (Tananan Opera Chanchada, 2013), Centro Cultural do Banco do Nordeste (Deixe as Luzes Acesas, 2012), Galeria Oscar Cruz (Como Eu, 2011), Cosmocopa (Discoteca de Mão, 2011) e Furnas Cultural (Operação: Camuflagem, 2008). Em 2016 realizou a exposição Nós, na Caixa Cultural (Rio e Brasília), com curadoria de Fernanda Pequeno; da coletiva Alles ruhig, alles vorteilhaft em Dresden, Alemanha, com curadoria de Paula Borghi; do projeto Paquetá Experimenta com curadoria de Ivair Reinaldim. Em 2017 participou da residência Barda del Desierto em Neuquén, Argentina. Coordena o espaço alternativo Alinalice.
SOBRE A CURADORIA  
Gabriela Dottori nasceu em Recife em 1988 e reside no Rio de Janeiro desde 2008. Formou-se em Psicologia pela UFRJ é psicanalista, participou como
aluna em diversos cursos na Escola de Artes Visuais do Parque Lage e trabalha como curadora e crítica independente.
SOBRE O PROJETO  
O Projeto Passagem tem o intuito de promover exposições mensais de arte contemporânea no Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas, mais especificamente no local conhecido como Galeria Túnel. A proposta consiste em convidar artistas a fim de consolidar uma ocupação ética e estética do espaço provocando sua ativação. Trata-se de ampliar as plataformas expositivas não tradicionais pelo desejo de despertar contatos, conexões e afetos através do trânsito poético feito por esta passagem. Mais informações: projetopassagemnasruinas@gmail.com
arte-grafica-divulgacao-projeto-passagem

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s