Revista

Ensaio Prático | A teoria de Bárbara Appelbaum aplicada na elaboração de fichas diagnóstico em obra de arte contemporânea

REVISTA DESVIO

arte – memória – patrimônio

Edição #4 | Ano 3 | n.1 | Maio 2018

Ensaio Prático | A teoria de Bárbara Appelbaum aplicada na elaboração de fichas diagnóstico em obra de arte contemporânea por André Luís Maragno.

André Luiz Maragno.

Graduado em Conservação e Restauração de Bens Culturais Móveis na UFPel. Foi pesquisador no acervo do Museu de Arte Leopoldo Gottuzo, na mesma cidade. É pesquisador em conservação e restauração de arte contemporêna, incluindo conservação preventiva, acondicionamento, embalagem e transporte de acervo. É membro da Associação Paranaense de Conservadores e Restauradores. | e-mail: andrelmaragno@gmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s