Candé Crítica semanal

Notas Sobre Arte Negra Contemporânea: Performance Arte – Parte I

Nada de linhas históricas sobre quem fez primeiro. Performance Arte e Negritude são elementos profundamente associados. Sem globalizações ou megalomanias, coisa muito antiga, o foco é em uma perspectiva afrobrasileira e onde a presença de corpos negros empoderados de uma vivência afrorreferenciada tem, com suas invasões, moldado a Performance Arte Contemporânea. Vai ficar grande, então vou dividir em duas partes.

A Arte morreu, o debate é antigo, mas as Instituições de Arte e Patrimônio, assim como o Mercado de Arte (principalmente o secundário), fazem aquele “coro” conservador como ativistas contra o aborto. Arte Universal, algo como um conceito possível de abarcar todas as manifestações da Arte no mundo, tem se tornado uma lenda inalcançável. Algo talvez expresso na nostalgia da Política Ocidental sobre persistentes bancadas de Esquerda e Direita. Resquícios de um século XX, do final da Guerra Fria, de uma mudança geral no quadro das Macro Ideologias e Projetos Societários. Se hoje a internet denuncia todo seu passado, décadas foram necessárias para que as experiências de modelos sociais globais fossem ensejados para serem avaliados. Todas as suas aplicações foram desastrosas, claro. Os mais fundamentalistas nas defesas conceituais dizem que nunca houve Capitalismo ou Socialismo real em sua integralidade. Mas sejamos minimamente apegados aos dados. O embate da Guerra Fria teve um impacto profundo na Arte com grupos de adesão ou não assim como todo globo. Porém, é evidente, que o mundo não se concentrava nos debates engravatados entre russos e estadunidenses. Mas os holofotes foram tomados por estes narradores. Somente hoje podemos obter o corpo de diversidade de grupos e expressões na sociedade do período. O Mundo Negro, pessoas negras que compartilham condições conquistadas e impostas em coletivo, sempre foi agente direto. E estas vozes marcaram profundamente a Contemporaneidade.

Em meio aos Macro Blocos no mundo globalizado, Movimentos Identitários passam a destacar-se politicamente em todos os espaços de poder. A Identidade e o pertencimento passam pelo processo de criação de ícones, conceitos e a identificação de condições compartilhadas pelo grupo. Pessoas Negras, Mulheres, LGBT+, Comunidades Nativas, tiveram seu percurso de construção fortalecidos no Século XX. Quase uma imposição à época, assim como não se posicionar frente às Eleições hoje, todos relacionaram-se com Esquerda e Direita. Buscando aliados, autoconhecimento, estratégias de enfrentamento, o que evidenciou-se foi o processo de silenciamento histórico destas vozes, o quanto Macro Ideologias não foram produzidas por estes protagonistas e que talvez elas nem as interesse. O Planeta não se resume às questões de poucos engravatados. Quando falamos de Arte, estamos falando de um Conceito estruturado numa era onde Blocos organizados mundialmente disputavam a legitimidade na produção de verdade. E Arte tornou-se mais um conceito determinante nos processos de dominação Modernas. Influenciou pensamentos, mobilizou ações.

Arte como um Conceito em constante formação ou o fim da Arte como linguagem formal eurorreferenciada que relaciona forma e conhecimento dos pós-iluministas em diante? Não importa, ambas decretam a morte inevitável de uma Arte velha moribunda. Porém, estes elementos invasores tem ampliado a longevidade do Conceito. Oxigenando o Mundo da Arte com novos paradigmas. Mas onde a Negritude tem deformado a Performance Arte Contemporânea.

Este é material para a segunda parte do artigo.

 

CANDÉ COSTA

CANDÉ é estudante de História da Arte e carioca da Zona Norte da cidade. Filho da Babilônia, transita por vários movimentos urbanos contemporâneos. Artista visual, curador da @Africanizze, coordenador do afoxé 2.0 da UFRJ e mochileiro old school.
Instagram @Africanizze | Facebook – Candé Costa http://www.cargocollective.com/candecosta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s