Crítica semanal Daniele Machado

Esperança

Pode parecer loucura, mas escrevo um texto sobre esperança.

Mesmo diante do medo. Mesmo diante das trágicas eleições que se aproximam. Mesmo diante da falta quase total de utopia e de sonhos coletivos. O medo hoje não é apenas um fantasma, que assombra com a subida de suas intenções de voto na última pesquisa realizada. As agressões realizadas por eleitores do candidato fascista tem nos calado no cotidiano. Covardes,  nos agridem quando estamos sós. Escrevo essas linhas sobre o medo (a parte real e a parte fantasmagórica) porque tem sido recorrentes os debates sobre um medo forjado. Apenas para constar que não é bem assim. Ele tem uma materialidade bem presente nas últimas semanas, não é infundado, não se baseia somente nas pesquisas de intenção de voto sobre o candidato fascista.

Apesar de tudo isso, nas vésperas do primeiro turno das eleições, vamos inaugurar no Centro Municipal de Arte Hélio Oiticica a exposição Como fazer um mundo?: uma instalação realizada por cerca de 40 crianças, um projeto coletivo de mundo. Compreendendo que os afetos que desejamos de amor, justiça e paz são abstratos e só podem ser alcançados através de uma materialidade, de oportunidades iguais para todos, que não depende somente do Estado, mas de todos.

Uma colaboração que é tensa, envolve disputas, não é simples, não possui manual, sempre está em torno de tentativas, que considerem as circunstâncias específicas de cada momento. Cada uma colocou ali o que achava importante para esse mundo futuro. Cada uma também trouxe pequenos objetos dos seus mundos, carregados de emoção, porque no mundo que vivemos há muito o que ser herdado por esse novo mundo a ser construído por todos. Não está tudo perdido!

A instalação é dividida em três partes: uma pintura gigante com o projeto do que não pode faltar nesse mundo futuro. Um escultura para experimentar alturas dentro da galeria, onde a cada andar se encontra pontos de vista diferentes. E a terceira parte, onde apenas um mundo orgânico, construído com suor e trabalho, mão a mão, pode garantir alimentação para todos, com qualidade, dignidade e respeito pelo alimento e os pequenos produtores.

Nesse mundo futuro não há lugar para o fascismo, nem para qualquer projeto político que não tenha como objetivo oferecer oportunidades iguais para todos, sem restrição. As crianças entendem isso muito bem.  Crianças que declaram esperança e fazem juntas um projeto de mundo. É o melhor que a arte pode oferecer: lembrar que, mesmo diante do medo, é possível imaginar e construir juntos.

É assim que nos prepararemos para o primeiro turno. Aguardamos vocês para a abertura, dia 6 de outubro de 2018, a partir das 15h. Às 16h, teremos um show da Bateria Mirim da Mangueira, Meninos do Amanhã. Sem dúvida, no mundo futuro não faltará tudo que já citamos acima, mas também muita alegria e esperança. E samba! Certamente será uma coisa para levarmos.

Quanto a nós, adultos, nos resta aprender a lição. O fascismo não será varrido do mundo, sem colocarmos a mão na massa. Dará trabalho e se organizar é emergente. Estão todas e todos convidados! Vamos sambar, nos organizar e lutar! Até lá!

#elenao #elenunca

 

dani

 

DANIELE MACHADO é Historiadora da Arte (UFRJ) e Mestranda em Estudos Contemporâneos das Artes (UFF) onde desenvolve a dissertação O método destrutivo e as artes construtivas latino-americanas, onde investiga relações de memória, trauma e arte no deslocamento da materialidade no relevo da cidade do Rio de Janeiro, a partir de destruições, em especial, o incêndio de 1978 no MAM-RJ. É curadora do Centro Municipal de Arte Hélio Oiticica e Diretora Geral da Revista Desvio.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s