Crítica semanal Mayã Fernandes

Odé Kayodê e sua memória para o candomblé e a cultura brasileira

Na última semana do ano de 2018 tivemos uma perda irreparável para a sociedade. A Ialorixá do Ilê Axé Opó Ofonjá, Mãe Stella de Oxóssi, conhecida na religião pelo nome de Odé Kayodê, realizou sua passagem para o Orun. Stella foi muito importante para a memória do candomblé,  sendo ganhadora de diversos prêmios, eleita por unanimidade para a Academia de Letras da Bahia. Além disso, recebeu o Doutor Honoris Causa da Universidade do Estado da Bahia e a comenda Maria Quitéria (Prefeitura do Salvador), a Ordem do Cavaleiro (Governo da Bahia) e a comenda do Ministério da Cultura.

A importância e o legado de Mãe Stella já eram definitivos por seus muitos anos sendo ialorixá, intelectual e articuladora cultural.  Desse modo, para muitos brasileiros, a vasta produção de Stella ainda é desconhecida.  Sendo assim, deixo listados os livros e documentários para que todos possam acessar e difundir o seu legado, para que sua memória continue viva.

  • Dai Aconteceu o Encanto, Maria Stella de Azevedo Santos e Cléo Martins, Salvador, 1988.
  • Meu Tempo é Agora , Maria Stella de Azevedo Santos. 1a Edição: Editora Oduduwa, São Paulo, 1993. 2a Edição: Vol.1. Salvador, BA: Assembleia Legislativa da Bahia, 2010.
  • Lineamentos da Religião dos Orixás – Memória de ternura– Cléo Martins, 2004
  • Òsósi – O Caçador de Alegrias, Mãe Stella de Òsósi, Secretaria da Cultura e Turismo, Salvador, 2006
  • Owé – Provérbios – Salvador, 2007.
  • Epé Laiyé- terra viva, Salvador, 2009.
  • Opinião – Maria Stella de Azevedo Santos – Iyalorixá do Ilê Axé Opô Afonjá – Um presente de A TARDE para a história”, reunião de textos publicados no jornal A TARDE na coluna “Opinião”.

maya

FERNANDES é formada em Filosofia pela UnB e atualmente é mestranda em Metafísica pela mesma instituição. É pesquisadora da Cátedra UNESCO Archai: Origens do pensamento Ocidental e editora da PHAINE: Revista de Estudos Sobre Antiguidade. Estuda a teoria do belo na antiguidade e escreve crítica de arte no site Linhas de fuga.

 

um comentário

Deixe uma resposta para Mayã Fernandes Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: