Agenda - Rio de Janeiro (eventos)

Lembrando Joaquim Pinto e Nuno Leonel

A retrospectiva Lembrando Joaquim Pinto e Nuno Leonel vai exibir todos os filmes desses dois premiados cineastas portugueses. São sete longas e oito curtas-metragens, entre ficções, documentários e animações. A abertura contará com palestra do curador da mostra, o cineasta, crítico cinematográfico e jornalista Aristeu Araújo. O projeto tem patrocínio da CAIXA e do Governo Federal.

Joaquim Pinto e Nuno Leonel são figuras conhecidas no cinema português desde os anos 1980. Antes de assinar seus próprios filmes, Joaquim foi engenheiro de som em obras de nomes como Manoel de Oliveira, Raul Ruiz, Werner Schroeter e André Techiné. Já Nuno começou a sua carreira no cinema aos 16 anos, passando por funções como animador, operador de máquina de trucagem e assistente de décors. Desde 1997, quando se tornaram um casal, praticamente todos os filmes de Joaquim e Nuno foram feitos em conjunto. A retrospectiva vai exibir tanto as obras realizadas em parceria quanto as assinadas por apenas um deles.

“A mostra é um movimento de aproximação necessário a esses filmes tão singulares e um ato de justiça a uma dupla de cineastas que precisa ser posta à luz do grande público”, afirma Aristeu Araújo. Os realizadores começaram a ser mais conhecidos no Brasil com o documentário autobiográfico E agora? Lembra-me? (2013), de Joaquim. Vencedor de prêmios como o Especial do Júri no Festival de Locarno, na Suíça, e o de Melhor Longa no DocLisboa, em Portugal, o filme acompanha o tratamento experimental para o HIV ao qual o cineasta se submeteu durante um ano.


Programação

22 de janeiro (terça-feira)
15h50 – Sessão de curtas-metragens: Porca miséria (2007), de Joaquim Pinto e Nuno Leonel, Portugal, 4′, Digital, 10 anos; Sol menor (2007), de Joaquim Pinto e Nuno Leonel, Portugal, 6′, Digital, 12 anos; Santa Maria (1992), de Nuno Leonel, Portugal, 7′, 35mm, 14 anos; Para cá dos montes (1993), de Joaquim Pinto, Portugal, 24′, Digital, 14 anos; Schizophenia (1995), de Nuno Leonel, Portugal, 16′, 35mm, 12 anos

17h10 – Onde bate o sol (1989), de Joaquim Pinto, Portugal, 88′, 35mm, 12 anos

19h – Das tripas coração (1992), de Joaquim Pinto, Portugal/França, 67′, 35mm, 12 anos

23 de janeiro (quarta-feira)

17h10 – Fim de citação (2013), de Joaquim Pinto e Nuno Leonel, Portugal, 89′, Digital, 12 anos

19h – Rabo de peixe (2015), de Nuno Leonel e Joaquim Pinto, Portugal, 103′, Digital, 12 anos

24 de janeiro (quinta-feira)
15h – Trilogia Carioca: Com cuspe e jeito se bota no cu do sujeito (1997), de Joaquim Pinto, Nuno Leonel e António Seabra, Portugal, 21′, Digital, 12 anos; Entrevista com Yvonne Bezerra de Mello (1997), de Joaquim Pinto e Nuno Leonel, Portugal, 33′, Digital, 12 anos; Surfavela(1996), de Joaquim Pinto e Nuno Leonel, Portugal, 39′, Digital, 12 anos

18h40 – O Novo Testamento de Jesus Cristo Segundo João (2013), de Joaquim Pinto e Nuno Leonel, Portugal, 129’, Digital, Livre

25 de janeiro (sexta-feira)
15h50 – E agora? Lembra-me (2013), de Joaquim Pinto, Portugal, 164’, Digital, 18 anos

19h – Uma pedra no bolso (1988), de Joaquim Pinto, Portugal, 91′, Digital, 12 anos


26 de janeiro (sábado)
14h50 – Rabo de peixe (2015), de Nuno Leonel e Joaquim Pinto, Portugal, 103′, Digital, 12 anos

17h – Trilogia Carioca: Com cuspe e jeito se bota no cu do sujeito (1997), de Joaquim Pinto, Nuno Leonel e António Seabra, Portugal, 21′, Digital, 12 anos; Entrevista com Yvonne Bezerra de Mello (1997), de Joaquim Pinto e Nuno Leonel, Portugal, 33′, Digital, 12 anos; Surfavela(1996), de Joaquim Pinto e Nuno Leonel, Portugal, 39′, Digital, 12 anos

19h – Fim de citação (2013), de Joaquim Pinto e Nuno Leonel, Portugal, 89′, Digital, 12 anos


27 de janeiro (domingo)
15h30 – O Novo Testamento de Jesus Cristo Segundo João (2013), de Joaquim Pinto e Nuno Leonel, Portugal, 129’, Digital, Livre

18h – Trilogia Carioca: Com cuspe e jeito se bota no cu do sujeito (1997), de Joaquim Pinto, Nuno Leonel e António Seabra, Portugal, 21′, Digital, 12 anos; Entrevista com Yvonne Bezerra de Mello (1997), de Joaquim Pinto e Nuno Leonel, Portugal, 33′, Digital, 12 anos; Surfavela(1996), de Joaquim Pinto e Nuno Leonel, Portugal, 39′, Digital, 12 anos


Data: até 27 de janeiro de 2019
Horário: conferir na programação
Local: Caixa Cultural do Rio de Janeiro
Cinema 1
Endereço: Av. Alm. Barroso, 25 – Centro, Rio de Janeiro
Entrada: R$ 6,00 (inteira) e R$ 3,00 (meia)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s