Crítica semanal Ludimilla Fonseca

O Brasil já foi mais gentil

Passamos por um engenho abandonado.

Onde antes havia a mata, agora apenas o pasto.

Um longo caminho de coqueiros levava a lugar nenhum.

Onde antes havia a casa, agora apenas a dívida.

A estrada seguia e era um dia comum.

Como o dia em que fui assaltada. Ou o dia em que fui atropelada.

Passamos por um posto de gasolina desativado.

Onde antes havia trabalho, agora apenas poeira.

Mais adiante, um incêndio no acostamento.

Fumaça é o cheiro visível do que já queimou.

Morno e morto.

Enxergo fantasmas na fumaça e animais nas nuvens.

Mas não há pássaros no céu. Nem sinto o vento.

Tenho sede e sei que ainda estamos longe.

– O Brasil já foi mais gentil.

 

ludmilla


Ludimilla Fonseca
 é jornalista pela UFJF (MG) e mestranda em História e Crítica da Arte na UFRJ. Curadora e produtora independente, escreve regularmente para as revistas Desvio, Híbrida e O Fermento”

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s