Crítica semanal Luiz Guilherme Barbosa

Ensaio sobre a consistência: escora

ruína consiste num programa de habitação

ruína consiste num hiato

hiato consiste num vocábulo que apresenta um hiato

hiato consiste numa anomalia vocálica

hiato nomeia o encontro entre duas vogais

ruína consiste num encontro entre casa e ralo

aí consiste numa palavra-ruína

aí consiste num hiato

aí é um hiato onde

a aldeia maracanã consiste numa ruína seu prédio prestes a cair as raízes das árvores quebram sustentam as paredes

ruína consiste numa residência uma aldeia não é uma ruína

ruína consiste no lugar onde uma aldeia começa

uma aldeia é o fim da ruína

uma ruína acaba quando desaba

uma aldeia é um desabamento da residência

ruína consiste numa barra a parede está escorada

ruína/

uma escora consiste num texto adiando uma aldeia

leia ruína/

o texto atrasa uma aldeia aldeia é canto

leia ruína/ com a voz

 

 

Luiz Guilherme
Luiz Guilherme Barbosa
Professor de português e literaturas no Colégio Pedro II e doutor em teoria literária pela UFRJ. Escreve aos domingos sobre relações entre arte e literatura, arte em contexto digital, arte e política, e outras formas de desvio.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: