Crítica semanal Luiz Guilherme Barbosa

A última rua de Marielle Franco

são perigosas as concessionárias fechadas

muito muro de repartição

pública 

              põe em risco a vida

              das mulheres negras

quando querem

                              as câmeras cegam

nem só a rua

a calçada os carros as repartições

públicas batizassem-se 

                                             com o seu nome

mas não há mar no estácio

ali

o amor

desce o morro

e não importa

é no posto do departamento de trânsito 

que 

ainda peregrinamos para solicitar

                     as nossas identidades

 

 

 

 

Luiz Guilherme
Luiz Guilherme Barbosa
Professor de português e literaturas no Colégio Pedro II e doutor em teoria literária pela UFRJ. Escreve aos domingos sobre relações entre arte e literatura, arte em contexto digital, arte e política, e outras formas de desvio.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s